quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Cara a cara com o autor

Depois de ler o texto "A internet na escola fundamental: sondagem de modos de uso por professores" você encontra com o seu autor, Gilberto Santos. O que você falaria com ele: quais as suas críticas ou sugestões? Qual a sua opinião sobre a pesquisa realizada?

10 comentários:

maracop_48 disse...

Na página 306 você sita que "a maioria ignora a existência dos computadores e seu potencial como meio didático." O computador não nasceu para ser utilizado nas escolas, mas sim para estratégicas de guerra. Logo, existir uma resistência é muito natural. Nosso discurso tem que ser de converter os mais resistentes ao uso do computador nas escolas como mais um recurso didático.

Kelly Russo disse...

Muito bom, Marcos! Também fico pensando nisso: como os caras que inventaram essa rede de computadores mundial não tinham a menor idéia de onde poderíamos chegar! Da guerra para a educação... Bom a gente pensar em como na questão Internet, todo controle é ineficaz, porque a rede tem uma "vida" própria, visto que tanta gente pode incluir, modificar, contribuir, transformar nesse mundo virtual.

Vênus disse...

Que os professores da rede pública de ensino não estão devidamente preparados, ou que não dispõem de recursos didáticos para a devida exploração e desenvolvimento de pesquisas e estudos com a ajuda do advento das TIC´S, não acredito que seja alguma novidade, pois eu, oriunda da rede pública de ensino, sei bem deste universo cercado de dificuldades e carências de políticas públicas sérias e efetivas. Fato que me chamou a atenção foi o citado na pág. 307, onde o autor revela, com sua pesquisa, uma realidade das escolas particulares não muito diferente das públicas, pois estas primeiras, apesar de contarem com laboratórios devidamente equipados, não possuem um esclarecimento maior ou um suporte devido na hora da utilização das TIC´s como meio didático-pedagógico, ocasionado pela falta de pessoal preparado, bem como falta de interesse por parte de seus administradores, já que os computadores ali presentes servem apenas como "chamariz" para atrair pais que buscam uma educação de qualidade.

Kelly Russo disse...

Muito boa observação, Vênus! Bom que quebra o senso comum de que toda escola particular é melhor que a rede pública de ensino... Muitas vezes não é bem assim: estão em situação semelhante ou apresentam tensões voltadas pelo perfil mercantil.
São instituições diferentes, mas ambas precisam de um olhar mais aprofundado e próximo sobre suas dinâmicas.

wendy disse...

Diria que produziu um excelente trabalho, mas o problema atual muitas das vezes está relacionado ao docente que parece ainda “não aceitar” a tecnologia ligada à educação, o que infelizmente vêm prejudicando a formação do discente.

coisinhasdebebe disse...

Acredito q não seja culpa somente dos docentes, pois não há uma formação adequada e conforme a vênus comentou o universo educacional é precário não há uma iniciativa pública séria e efetiva no nosso país. Os projetos nunca seguem adiante e tenho a impressão de q é de propósito para q as pessoas vivam na ignorância e se conformando com o pouco q lhe é oferecido. Falaria pro autor q sua pesquisa me fez refletir e pensar em como poderei adotara informática como ferramenta aos meus alunos, mas antes me aprofundar um pouco mais no assunto.

Madfly disse...

Acho que muito mais complicado do que aceitar essa nova tecnologia. É se ter acesso real a ela, essa historia de que hoje todo mundo tem acesso a internet é pura ilusão. Na propria pesquisa do autor me chamou muito atenção quando ele coloca que na rede particular todos os docentes tem computador em casa e acesso a internet (o que não significa necessariamente bom uso desse equipamento, na dia a dia na escola) e nas escolas publicas apenas 40% tinham essa oportunidade.E que nenhum deles tinha tido em sua formação informatica educativa. Isso é muito preocupante, já que a internet é um instrumento que principalmente os jovens utilizam quase que diariamente, de maneira livre orkut, jogos, msn, acho que seria muito interessante se o educador no espaço escolar colocasse para eles outras possibilidades além destas que já estão postas para eles. Acho que minha conversa com o autor ficaria em torno disto.

Vanessa disse...

Sabemos claramente que a internet pode ser usada de forma positiva para a formação do aluno ou não, acredito que caberá ao professor juntamente com o aluno saber lidar com a internet na sala de aula de forma proveitosa para ambas as partes, com certeza sugem outras questões como o dispreparo do professor, inesperiência do aluno, falta de materiais nas instituições, etc..

Samantauerj disse...

O texto do Gilberto é super intrigante, pois, discute a importância da internet nas escolas como objeto de educação.
Discute também modos de utilização desse meio.

lilidideus disse...

Bem, Marcos, o texto mostra uma realidade muito clara, porém que deve ser desmontada, pois a utilização das TIC'S é muito necessária, mas com qualidade e investimento contínuo para uma maior qualidade do processo educativo.
Isso depende de nós educadores, acima de tudo!