quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Ainda com o Gilberto...

Ok. Última pergunta sobre o texto de Gilberto Santos: quais as principais conclusões do autor sobre o uso da internet na escola fundamental?

20 comentários:

Vênus disse...

O autor atenta para a necessidade de mudança tanto no currículo escolar, como na dinâmica da própria escola no trato que a mesma possui às novas mídias, aos novos meios de aquisição do conhecimento através das TIC´s. Portanto, queda clara a quebra do sistema tradicional de ensino, onde os matériais didáticos, métodos avaliativos e a forma como o conhecimento é passado por professores a seus alunos é essencial para romper com as barreiras impostas por uma sociedade industrial obsoleta. O pensamento voltado à tecnologia de informação em sala de aula deve ser compartilhado e divulgado por todos.

Kelly Russo disse...

Oi, Vênus (depois coloca seu nome, ok? Pra eu poder identificar...) Você destacou a relaçao das TICS com a prática tradicional de ensino-aprendizagem. Muito bom.
E para os próximos que chegarem por aqui: o autor conseguiu encontrar essa nova concepção nas escolas pesquisadas? A teoria (citada por ele, que discute os usos da internet na educação) correspondeu com a realidade encontrada?

wendy disse...

Em suma, Gilberto relata que devemos romper com os tradicionalismos educacionais, tanto por parte da prática docente, quanto em relação aos materiais didáticos, sem estímulo para um aluno criativo e inovador. Devemos nos livrar das amarras ideológicas tradicionais do ensino atual.

Madfly disse...

Achei este texto muitissimo interessante, e uma coisa que para mim foi bem curiosa é que durante o texto senti como se estivesse sendo narrado por uma mulher, tamanha a sensibilidade que ele trata o tema. De um lado a escola publica com escassez de equipamentos e instalações versus a escola particular com sobra (e desperdicio) destes equipamentos,que funcionam muitas vezes somente como chamariz para os pais, ambas com falta de mão de obra especializada. Acho que a conclusão do autor é basicamente a necessidade do professor se atualizar, e começar a lançar mão dos recursos que lhe são disponiveis de uma maneira mais ampla e proveitosa para ele e para os seus alunos, e enxergar a internet e as experiencias ja adquiridas pelos seus alunos como uma coisa positiva. Já que existe uma grande expectativa dos professores para uma formação mais eficaz neste campo é necessário que eles se soltem das amarras impostas pela escola tradicional. (Vanessa da Gloria)

Madfly disse...

Achei este texto muitissimo interessante, e uma coisa que para mim foi bem curiosa é que durante o texto senti como se estivesse sendo narrado por uma mulher, tamanha a sensibilidade que ele trata o tema. De um lado a escola publica com escassez de equipamentos e instalações versus a escola particular com sobra (e desperdicio) destes equipamentos,que funcionam muitas vezes somente como chamariz para os pais, ambas com falta de mão de obra especializada. Acho que a conclusão do autor é basicamente a necessidade do professor se atualizar, e começar a lançar mão dos recursos que lhe são disponiveis de uma maneira mais ampla e proveitosa para ele e para os seus alunos, e enxergar a internet e as experiencias ja adquiridas pelos seus alunos como uma coisa positiva. Já que existe uma grande expectativa dos professores para uma formação mais eficaz neste campo é necessário que eles se soltem das amarras impostas pela escola tradicional. (Vanessa da Gloria)

coisinhasdebebe disse...

Sim, de q devemos deixar de lado os métodos tradicionais de ensino e incluir muito mais o aluno e fazendo deste o sujeito da aula. Acredito q a teoria dele seria a correta a ser usada em aula, mas não é isso q viu na realidade, acho sua pesquisa foi uma crítica a ser feita na maneira q é adotada atualmente.

mundodapedagogia disse...

Inclusão das novas mídias como equipamentos didáticos;
A necessidade de se formar profissionais atentos as novas tecnologias;
Os alunos chegam com domínio de novos equipamentos tecnológicos. O professor tem que atentar para isso;
O professor não é visto como vilão dessa história. Os mesmos estão abertos às novas tecnologias e sinalizam positivamente para a sua aceitação.

mundodapedagogia disse...

Inclusão das novas mídias como equipamentos didáticos;
A necessidade de se formar profissionais atentos as novas tecnologias;
Os alunos chegam com domínio de novos equipamentos tecnológicos. O professor tem que atentar para isso;
O professor não é visto como vilão dessa história. Os mesmos estão abertos às novas tecnologias e sinalizam positivamente para a sua aceitação.

Iara disse...

Com certeza precisamos (enquanto educadores comprometidos com o desenvolvimento amplo de nossos alunos)nos preocupar com a inserção do uso das novas tecnologias como auxilio à nossas aulas como um recurso metodológico no ensino das disciplinas, e de preferência interdisciplinarmente. Isso se faz urgente! Na verdade a escola precisa utilizar a Internet pois, em uma era da informação rápida como a nossa, é perfeitamente compreensível o desinteresse dos jovens ao ensino hermético tradicional . É indispensável lançar mão das metodologias tecnológicas (Internet).
Bem disso todos nós sabemos.
Acredito que é preciso mais seriedade nas políticas educativas para que se propicie ao professor e ao educando esse acesso, que nas escolas públicas ainda é bem precário e deficitário. Como a própria pesquisa identifica, o professor ainda não está capacitado e seguro para usar esse recurso eficazmente.

Ana Caroline Azevedo disse...

Santos constatou que mesmo com tamanho avanço tecnológico, o uso da Internet ainda é bastante restrito, “... limitado, embrionário e aquém das possibilidades desse poderoso meio de comunicação e informação”. Percebeu que grande parte do corpo escolar ignora a existência dos computadores e não os percebem como meio didático. Uma abordagem eficiente dependeria de um uso pedagogicamente estruturado. O que, na maior parte das vezes, não se faz possível graças a insuficiente formação dos profissionais que fazem uso deste recurso.

Socciaray disse...

Gostei muito do texto sendo ele é bastante interessante para entendermos um pouco mais como tem funcionado o sistema de informatização nas escolas, pois o autor ressalta muito bem as diferenças entre as escolas públicas e as escolas privadas em relação a informatização em ambas, destacando por fim que tanto na escola pública quanto na privada possuem o problema de mau aproveitamento deste recurso e de profissionais especializados nesta área.

Ozana disse...

Com o texto o autor nos faz pensar na necessidade de nos dias atuas o professor estar antenado nas mudanças que vem ocorrendo com o uso da internet e nas inúmeras formas de uso que podem ser usadas por ele para que a aula seja mais criativa , o que pode despertar uma maior interação do aluno com a matéria e com a própria aula.

Tatiana disse...

Um problema levantado pelo autor, é que as escolas não estão sabendo utilizar bem o computador no processo educativo, visando-o como meio de inovação, mas sem se atentar para a necessidade de se avaliar a escola como um todo. O computador aí acaba sendo apenas mais um elemento na problemática da escola.

Priscilla Guilles disse...

O texto é muito interessante e importante no sistema educacional, pois é necessário a diversidade de recursos para que o educador possa trabalhar em sala de aula. A maior parte das escolas particulares já utilizam a informática como recurso na educação enquanto a escola pública estão inicializando o processo da informática. As instituições pública e privada falham no uso da informática, pois não utilizam tal recurso para o trabalho educacional e muitas instituições não têm profissionais qualificados para assumirem o cargo.
A utilização da informática na escola é importante na medida em que é utilizada para o estudo.

Ana Paula disse...

Ana Paula Dias disse...

O autor relata que a educação vem passando por mudanças estruturais e funcionais frente a essa nova tecnologia. Diante dessa nova situação, é importante que o professor possa refletir sobre essa nova realidade, repensar sua prática e construir novas formas de ação que permitam não só lidar, com essa nova realidade, como também construí-la.

Anônimo disse...

Com estas possibilidades do uso da ferramenta informatizada em sala de aula,o professor poderá obter melhores resultados em sala de aula, despertando assim, mais interesse de seus alunos.O professor conhecendo e dominando a informática, se vê mais participativo, ou seja, conhecedor do projeto.

Verona Alves disse...

Com estas possibilidades do uso da ferramenta informatizada em sala de aula,o professor poderá obter melhores resultados em sala de aula, despertando assim, mais interesse de seus alunos.O professor conhecendo e dominando a informática, se vê mais participativo, ou seja, conhecedor do projeto.

ana de fatima disse...

Eu li o texto

edson_quintanilha disse...

O autor nos mostra as mil e uma oportunidades de trabalharmos com a informática. Devemos aproveitar as novidades tecnológicas para utilizarmos nas salas de aulas, aproveitando desses recursos e não coibindo. Realmente, é uma grande chance de nós,educadores, aperfeiçoarmos nossos conhecimentos e incentivar os alunos a mesma coisa.

Kelly Russo disse...

Gostei Edson, mas lanço uma perguntinha: como você utilizaria em suas aulas? Alguma sugestão?