quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Crimes pela internet têm mais punição

O aumento de ações penais em relação aos conteúdos da internet acompanha o crescente número de usuários e já provoca mudanças de comportamento em sites, empresas, escolas e até nas famílias.

A responsabilidade de todos está cada vez mais clara: o site de relacionamento que não tirar conteúdo ofensivo do ar, a pedido da vítima, torna-se réu na ação, o blogueiro que permitir um comentário agressivo a terceiro em seu blog responde na Justiça junto ao agressor, os pais são responsáveis na esfera civil por ofensas feitas via web pelos filhos e por aí vai.

Na opinião do advogado Alexandre Atheniense, presidente da Comissão de Tecnologia de Informação do Conselho Federal da OAB. "O brasileiro aderiu rapidamente à internet e aos sites de relacionamento, em especial, mas se expõe demais e tem uma falsa noção de que a tecnologia propicia anonimato", explicou.

Há um movimento crescente nas escolas de conscientização de pais, alunos e professores sobre o risco de se expor na internet e as conseqüências dos atos virtuais. "Eu tenho feito três palestras por semana. O principal é desmistificar a internet como uma terra sem lei", afirmou Opice Blum. Jornal O Estado de S. Paulo.

Um comentário:

Regina de deus disse...

Muito bom que se criem leis para o uso da WEB, que se responsabilizem blogueiros, pais e responsáveis pelos conteúdos virtuais. Algumas pessoas, por estarem por traz de uma máquina, têm a falsa ilusão de proteção, por conta disso se expoem ou expoem outras pessoas.
É de extrema importância, além do incentivo ao uso da WEB, que se oriente às crianças e jovens, quanto ao perigo que correm. A escola, o professor e a família devem ficar unidos nesta luta.